26 de fev de 2019

PRODUÇÃO TEXTUAL - T.82 e 83 - RELEITURA DE LENDAS

Releitura, Literatura e Outras Artes


Releitura, Literatura e Outras ArtesPEDAGOGIA
Releitura não é cópia. Na cópia reproduz-se com fidelidade a obra de um artista. Na releitura apresenta-se aquilo que se entendeu da obra, produzindo um texto/objeto novo, a partir do primeiro que foi proposto, mas sem preocupação com semelhanças.



É um processo que envolve a absorção de algo anterior de forma a recriá-lo, reinventá-lo, transformá-lo.



A releitura pode ser feita tanto em relação ao texto literário, como em relação às outras artes. Envolve criatividade e imaginação, sem deixar de lado a leitura e o reconhecimento dos recursos artísticos empregados.

QUE TAL BRINCAR COM OS PERSONAGENS DAS LENDAS FOLCLÓRICAS ?



MEU AMIGO É UM LOBISOMEM

            Eu e meu amigo estávamos andando pela floresta, o nome dele era Josefino.

            Chegando na cidade, ele foi ao banheiro porque estava vomitando que nem um louco. Chamei, chamei e ele nada. Entrei no banheiro, olhei e só vi um buraco enorme na parede.

            Quando cheguei em casa, a TV estava ligada e mostrando um acontecimento incrível. O noticiário dizia que tinha aparecido um lobisomem na cidade. Fiquei desconfiado.

            Uma semana depois, fui ao sítio com meus amigos e o lobisomem apareceu lá. Todo mundo gritando de medo mas o lobisomem só queria ajuda e eu resolvi ajudá-lo. Ele perguntou se eu sabia a cura e respondi que não, mas que iria procurar a cura para ele.

            Meses se passaram, estudei muito e consegui encontrar a cura. Dei ao lobisomem e a maldição acabou.

            No final, descobri quem era o lobisomem. Era meu amigo Josefino que tinha seis irmãs e ele era o sétimo filho e por isso que acontece a maldição.

Guilherme



LOBISOMEM, AH???

            Certo dia eu estava vagando pela floresta, à noite, com meu amigo. O céu estava cheio de estrelas e a lua estava cheia.

            Nós estávamos tranquilos, até que uma coisa aconteceu : meu amigo Luan começou a se contorcer todo, e seus olhos ficavam vermelhos, os dentes começaram a crescer e ficar pontudos, na hora não entendi direito, mas sai correndo.

            No outro dia, o Luan foi até minha casa pedir desculpas e explicar tudo. Levei tudo numa boa, mas o fiz prometer que não iria me devorar. Quando ele foi embora, relembrei como era nossa amizade : era colorida como um arco-íris, nós nos adoramos, somos amigos inseparáveis, BFFS.

Mas de qualquer jeito, ainda sou amiga dele e sempre serei !

Ludmila



 A TRANSFORMAÇÃO

Eu tenho um amigo que se chama Guilherme. Nós temos muitas histórias. Uma delas foi quando estávamos andando em uma floresta e Guilherme foi mordido, numa noite de lua cheia.

Descobri que ele tinha virado lobisomem. Voltei para minha casa decidido a não contar e tomar uma atitude. Pesquisei na internet e achei : a cura era qualquer coisa de prata.

Quando foi um outro dia de lua cheia, fui correndo procurá-lo e o achei ! Ele não me viu. Quando de repente, joguei o objeto e pegou bem na cabeça de meu amigo. Ele começou a correr atrás de mim, mas a transformação foi acontecendo aos poucos e quando ele parou, bem na minha frente, virou humano !!!

Guilherme disse que tinha sido uma aventura ! E assim continuamos amigos novamente, sempre a mesma coisa !!!

Carlos Augusto



MEU AMIGO LOBISOMEM

            Logo que me mudei para o bairro Jacarezinho, conheci Rodrigo, um garoto pálido, magrinho, magrinho e com olheiras.

Nos tornamos amigos. Brincávamos muito, só que ele estava sempre cansado e com sono. Achava isso estranho.

Nas noites de lua cheia, ele não aceitava dormir em casa por mais que eu insistisse.

Até que eu fui até sua casa e o vi saindo, resolvi segui-lo. Era noite de lua cheia.

Quando eu vi, ele parou e começou a se transformar. Nasceu pelos no seu corpo, dentes enormes e orelhas grandes. O mais assustador é que ele uivava !

Corri e não deixei ele me ver.

No outro dia, contei a ele o que tinha visto e que seria o nosso segredo. E passamos a agir normal, como se nada tivesse acontecido.

João Pedro



O ENCONTRO

Um dia em uma floresta localizada no Brasil, o protetor das matas, Curupira, ouve barulhos altos em volta dele. Destemido, ele corre entre as árvores, procurando o que seria, dando círculos.

 Não foi difícil encontrar animais, porém nenhum se encaixava com o barulho ouvido. Até que embaixo de uma moita estava uma simples cobra, aos olhos de Curupira, que sem pensar vai pegá-la. Quando chega perto, ela sai com toda sua cauda enorme, jorrando fogo pelos lados, provocando queimadas na floresta.

Mesmo vendo e sentindo o poder literalmente de fogo da nova grande cobra da floresta, ele sai correndo atrás dela sem medo, passando por rios e pântanos. A cobra se cansa e para de correr para conversar. Os dois descobrem que têm algo em comum: proteger a floresta ! Então os dois juntos protegem a floresta dos homens invasores que a destroem!

Pedro



O SUSTO DO SACI

            Em uma tarde muito quente, Saci resolveu aprontar de novo. Foi até a floresta e já avistou seu primeiro alvo. Encontrou um casal de esquilos, pegou todas as castanhas e trocou por pedras. Pegou os ovinhos dos pássaros e colocou as castanhas no lugar dos ovos.

            Os animais, revoltados com o Saci, resolveram pedir ajuda ao Curupira. O Curupira, indignado com as artes do Saci, resolveu pregar um susto nele. Pediu ajuda a Iara para que ela cantasse para atrair a atenção do Saci, roubar seu capuz e prendê-lo.

            O plano deu certo, Curupira colocou-o dentro de uma garrafa de vidro, para o alívio de todos os bichos da floresta que deram muita risada !

Yasmin



LUA CHEIA

Era uma vez um amigo meu chamado João. Ele vinha sempre em minha casa brincar de videogame e eu também ia na casa dele às vezes brincar e me divertir.

Mas um dia, durante um churrasco na casa dele, em noite de lua cheia, ele de repente sumiu, correu para seu quarto e de lá não queria sair. Então eu abri a porta e quando vi como ele estava, fiquei assustado e saí correndo. João tinha se transformado em um lobisomem.

Daquele dia em diante, continuei minha amizade com João, mas nunca mais fui na casa dele em noite de lua cheia !

Giancarlo



A ARMADILHA

Em um lindo dia de sol, dois amigos marcaram um piquenique na beira de uma lagoa que morava uma linda sereia chamada Yara. Seu amigo, o Saci-Pererê sempre ia visitá-la.

Quando ele chegou, Yara estava muito triste, então ele perguntou :

-- O que foi, Yara ?

-- Tem homens aqui na floresta que estão cortando as árvores !

-- Não acredito, temos que avisar aos outros !

-- Então vamos !!!

Todos se reuniram para ver o que fazer, então Yara teve uma ideia :

-- Vamos fazer uma armadilha.

-- Ótima ideia ! – disse o Saci.

No dia seguinte, os homens chegaram e a Yara começou a atraí-los com seu canto. Saci soltou dois ratinhos na calça deles, a mordida doeu tanto que eles foram curados do efeito do canto de Yara. Quando eles voltaram ao normal os outros saíram correndo atrás deles e eles nunca mais voltaram !



Lívia Rodrigues



SALVANDO O MUNDO

Curupira estava na floresta e escutou  alguém cantar. Ele foi ver quem era e com certeza era Iara. Os dois se conheceram e conversaram por um tempo.Curupira teve uma ideia de salvar a natureza com ela.

O problema era que Iara queria que Curupira fosse ajudante de seus cantos.

No dia seguinte, ele quis enganar os caçadores como sempre, só que dessa vez ele os mandou para o Rio Solimões. Foi então que Iara cantou, eles se apaixonaram e caíram no rio.

Com isso feito, os dois começaram a salvar não só a natureza mas também o mundo inteiro. Eles cuidaram do desmatamento, da flora e fauna em extinção. 

Maria Vitória



IARA E O CURUPIRA

            Um dia, Iara cantava alegremente, quando seu rio começou a ficar poluído. Curupira chegou para ajudá-la, em seu barco e falou :

            -- Iara, suba no barco, está havendo uma poluição !

            E como nunca houve poluição no rio de Iara, ela perguntou :

            -- O que é poluição ? – e ele respondeu :

            -- Suba no barco que eu te explico.

E então, depois de um tempo os dois acham a cidade poluidora. Falaram com muitas pessoas e as convenceram de não poluir mais a cidade que ficou chamada de Santa Felicidade !

João Eduardo



BELELÉU

Na cidade de Beleléu todos eram malucos!

O que eu não conseguia entender é porque uma menina que se chamava Iara acabou virando sereia. Uma donzela !

Tinha também o mini empresário de um grupo. O nome dele é Saci-Pererê, que de tanto andar, perdeu uma perna.

Ah! Tem também a Dr.Mula-sem-cabeça, que era popular e adorava criança. Ela falava demais ! Tinha olhos na pata e era pediatra.

Não disse que era muita maluquice!

Daniel



CURUPIRA E SACI-PERERÊ

O Curupira sai correndo, numa velocidade tão grande que a visão humana não consegue acompanhar. Juntamente com o Saci-Pererê, eles formam o redemoinho. Ao jogar uma peneira no redemoinho, ele acaba, mas             ao serem capturados deve-se retirar o capuz da criatura para garantir sua obediência e prendê-lo em uma garrafa.

Depois para tentar escapar, eles assustam os pegadores com sons e assovios agudos. Outra tática deles é a criação de imagens assustadoras para espantar os caçadores e poderem fugir. Assim eles poderão continuar salvando a natureza e os animais da floresta.

Ao conseguirem sair, eles param nas sombras das mangueiras para poderem comer os frutos, entretidos ao deliciar a cada manga.

Lívia Slade





A COMEMORAÇÃO DO FOLCLORE

Saci-Pererê estava pulando por aí e achou Curupira. Eles conversaram e decidiram achar os outros personagens do folclore – mula-sem-cabeça, Iara, Negrinho do Pastoreio.

Primeiro foram ao Rio Amazonas e acharam Iara. Em noite de lua cheia, no meio da floresta, encontraram a mula-sem-cabeça. Passaram vinte dias e acharam Negrinho do Pastoreio e o Boitatá.

Depois de dois meses, se perderam do Saci. Quando conseguiram encontrá-lo, resolveram comemorar o encontro de todas as lendas : pularam de  uma árvore abaixo, de mãos dadas !

Orlando



               O SACI E A MULA-SEM-CABEÇA

Numa bela noite, o saci saiu para aprontar e a mula-sem-cabeça estava passando.

-- O que aconteceu com você ? – perguntou o Saci.

-- Eu sou velha e minha lenda é antiga. Monta em mim e vamos aprontar ?

-- Vamos !!!

E saíram aprontando fazendo um regaço. Eles estavam aprontando bastante quando começou a escurecer e a mula sumiu. Saci foi para o sítio. Chegando lá ele e o Pedrinho jogaram pião e aprontaram muito !!!

                                                                                                                                        Arthur



O SEGREDO DO LOBISOMEM

Certa noite uma amiga fez uma festa na casa dela e convidou todos da nossa sala. Quando era quase meia noite, o meu melhor amigo, Igor foi embora correndo.

Eu fiquei preocupada porque tinha acabado de acontecer um acidente.  Um amigo derrubou sem querer um refrigerante na camisa dele e eu corri atrás dele. Quando vi, ele estava se transformando em lobisomem. Fiquei parada e comecei a correr porque lobisomem fareja o cheiro de sangue. Ele me alcançou e mordeu meu braço. Quando percebeu que a festa havia acabado, fugiu para que ninguém o visse. Eu tive que ir para o hospital e não sabia o que fazer.

Depois de uma semana, decidi falar com meu amigo, porque quando fosse semana de lua cheia eu não poderia correr perigo. Disse que não contaria a ninguém, mas que ele teria que viajar para não me morder. Tudo ficou bem !


Ana Luíza


Eclesiastes 1:13

E apliquei o meu coração a esquadrinhar, e a informar-me com sabedoria de tudo quanto sucede debaixo do céu; esta enfadonha ocupação deu Deus aos filhos dos homens, para nela os exercitar.