27 de fev de 2019

IACS - Produção textual - N.º: 3 – Gênero: Fábula – Língua Portuguesa – 2019

IACS -  Produção textual - N.º: 3 – Gênero: Fábula – Língua Portuguesa – 2019
NOME COMPLETO DO ALUNO: ________________________________________________ Turma:___
Escreva no caderno de Produção Textual.
Antes de tudo: Provérbios são frases curtas que transmitem ensinamentos retirados de experiências de vida, ou seja, transmitem conhecimentos e sabedoria popular. São ricos em imagens e se referem a acontecimentos cotidianos, sendo assim aplicáveis a diversas situações do dia a dia.
Tarefa Individual
Etapas:
Resultado de imagem para capriche1.º)Leia o PROVÉRBIO que você recebeu e ADICIONE-O na fábula: “A cigarra e a formiga boa” de Monteiro Lobato;
2.º)Leia a parte inicial da fábula abaixo;
3.º) Produza o DESENVOLVIMENTO e a CONCLUSÃO da história;
4.º)Não esqueça de INSERIR(colocar) o provérbio que o professor Elemar te passou;
5.º)Enfim, escreva de forma bem criativa e legal. Quanto mais interessante, mais bonita vai ser a sua nota.
A cigarra e a formiga boa – fábula de Monteiro Lobato
Houve uma jovem cigarra que tinha o costume de chiar ao pé dum formigueiro. Só parava quando cansadinha; e seu divertimento então era observar as formigas na eterna faina de abastecer as tulhas. Mas o bom tempo afinal passou e vieram as chuvas. Os animais todos, arrepiados, passavam o dia cochilando nas tocas. A pobre cigarra, sem abrigo em seu galhinho seco e metida em grandes apuros, deliberou socorrer-se de alguém.
Manquitolando, com uma asa a arrastar, lá se dirigiu para o formigueiro. Bateu – tique, tique, tique…
Aparece uma formiga, friorenta, embrulhada num xalinho de paina.
(...) Faltou o desenvolvimento e a conclusão! Mãos à obra!

IACS -  Produção textual - N.º: 3 – Gênero: Fábula – Língua Portuguesa – 2019
NOME COMPLETO DO ALUNO: ________________________________________________ Turma:___
Escreva no caderno de Produção Textual.
Antes de tudo: Provérbios são frases curtas que transmitem ensinamentos retirados de experiências de vida, ou seja, transmitem conhecimentos e sabedoria popular. São ricos em imagens e se referem a acontecimentos cotidianos, sendo assim aplicáveis a diversas situações do dia a dia.
Tarefa Individual
Etapas:
Resultado de imagem para capriche1.º)Leia o PROVÉRBIO que você recebeu e ADICIONE-O na fábula: “A cigarra e a formiga boa” de Monteiro Lobato;
2.º)Leia a parte inicial da fábula abaixo;
3.º) Produza o DESENVOLVIMENTO e a CONCLUSÃO da história;
4.º)Não esqueça de INSERIR(colocar) o provérbio que o professor Elemar te passou;
5.º)Enfim, escreva de forma bem criativa e legal. Quanto mais interessante, mais bonita vai ser a sua nota.
A cigarra e a formiga boa – fábula de Monteiro Lobato
Houve uma jovem cigarra que tinha o costume de chiar ao pé dum formigueiro. Só parava quando cansadinha; e seu divertimento então era observar as formigas na eterna faina de abastecer as tulhas. Mas o bom tempo afinal passou e vieram as chuvas. Os animais todos, arrepiados, passavam o dia cochilando nas tocas. A pobre cigarra, sem abrigo em seu galhinho seco e metida em grandes apuros, deliberou socorrer-se de alguém.
Manquitolando, com uma asa a arrastar, lá se dirigiu para o formigueiro. Bateu – tique, tique, tique…
Aparece uma formiga, friorenta, embrulhada num xalinho de paina.
(...) Faltou o desenvolvimento e a conclusão! Mãos à obra!
A cigarra e a formiga boa – fábula de Monteiro Lobato
Houve uma jovem cigarra que tinha o costume de chiar ao pé dum formigueiro. Só parava quando cansadinha; e seu divertimento então era observar as formigas na eterna faina de abastecer as tulhas. Mas o bom tempo afinal passou e vieram as chuvas. Os animais todos, arrepiados, passavam o dia cochilando nas tocas. A pobre cigarra, sem abrigo em seu galhinho seco e metida em grandes apuros, deliberou socorrer-se de alguém.
Manquitolando, com uma asa a arrastar, lá se dirigiu para o formigueiro. Bateu – tique, tique, tique…
Aparece uma formiga, friorenta, embrulhada num xalinho de paina.
(...)continue
– Que quer? – perguntou, examinando a triste mendiga suja de lama e a tossir.

– Venho em busca de um agasalho. O mau tempo não cessa e eu…

A formiga olhou-a de alto a baixo.

– E o que fez durante o bom tempo, que não construiu sua casa?

A pobre cigarra, toda tremendo, respondeu depois de um acesso de tosse:

– Eu cantava, bem sabe…

– Ah! … exclamou a formiga recordando-se. Era você então quem cantava nessa árvore enquanto nós labutávamos para encher as tulhas?

– Isso mesmo, era eu…

– Pois entre, amiguinha! Nunca poderemos esquecer as boas horas que sua cantoria nos proporcionou. Aquele chiado nos distraía e aliviava o trabalho. Dizíamos sempre: que felicidade ter como vizinha tão gentil cantora! Entre, amiga, que aqui terá cama e mesa durante todo o mau tempo.

A cigarra entrou, sarou da tosse e voltou a ser a alegre cantora dos dias de sol.



Lista de provérbios:
1)       A cavalo dado, não se olham os dentes.
2)      A mentira tem perna curta.
3)      À noite todos os gatos são pardos.
4)      A ocasião faz o ladrão.
5)      A pensar morreu um burro.
6)      A pressa é inimiga da perfeição.
7)      A união faz a força.
8)      A voz do povo é voz de Deus.
9)      Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.
10)   Águas passadas não movem moinhos.
11)    Amigos, amigos, negócios à parte.
12)   Antes tarde do que nunca.
13)   Apressado come cru.
14)   Aqui se faz, aqui se paga.
15)   Árvore que nasce torta, morre torta.
16)   As aparências enganam.
17)    Batatinha quando nasce, se esparrama pelo chão.
18)   Cachorro que late não morde.
19)   Cada cabeça, uma sentença.
20)  Casa de ferreiro, espeto de pau.
21)   De grão em grão a galinha enche o papo.
22)  Desgraça pouco é bobagem.
23)  Deus ajuda quem cedo madruga.
24)  Deus escreve certo por linhas tortas.
25)  Devagar com o andor que o santo é de barro.
26)  Devagar e sempre.
27)   Devagar se vai ao longe.
28)  Dizei-me com quem andas e eu te direi quem és.
29)  É melhor não cutucar a onça com vara curta.
30)  É melhor prevenir do que remediar.
31)   Em boca fechada não entra mosca.
32)  Em rio que tem piranha, jacaré nada de costas.
33)  Em terra de cego, quem tem um olho é rei.
34)  Entre marido e mulher não se mete a colher.
35)   Filho de peixe, peixinho é.
36)  Gato escaldado tem medo de água fria.
37)   Ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão.
38)  Macaco velho não pula em galho seco.
39)  Mais vale um pássaro na mão do que dois voando.
40)  Melhor prevenir que remediar.
41)   Nada como um dia depois do outro.
42)  Não adianta chorar sobre o leite derramado.
43)  Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje.
44)  Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca se acabe.
45)  Não se faz uma omelete sem quebrar os ovos.
46)  Nem tanto ao mar, nem tanto à terra.
47)   Nem tudo que reluz é ouro.
48)  Nem tudo são flores.
49)  O barato sai caro.
50)  O bom filho à casa torna.
51)   O pior cego é o que não quer ver.
52)  O prometido é devido.
53)   O que não mata engorda.
54)  O que os olhos não veem o coração não sente.
55)   O seguro morreu de velho.
56)  Olho por olho, dente por dente.
57)   Onde há fumaça, há fogo.
58)  Os últimos serão os primeiros.
59)  Para baixo todo Santo ajuda.
60)  Para bom entendedor, meia palavra basta.
61)   Pela boca morre o peixe.
62)  Pensando morreu um burro.
63)  Quando a esmola é muita o santo desconfia.
64)  Quando um burro fala, o outro baixa as orelhas.
65)  Quando um não quer, dois não brigam.
66)  Quanto mais alto, maior a queda.
67)   Quem avisa amigo é.
68)  Quem cala, consente.
69)  Quem canta seus males espanta.
70)  Quem casa quer casa.
71)    Quem com ferro fere, com ferro será ferido.
72)   Quem conta um conto aumenta um ponto.
73)   Quem desdenha quer comprar.
74)   Quem é vivo sempre aparece.
75)   Quem espera sempre alcança.
76)   Quem fala o que quer, escuta o que não quer.
77)   Quem feio ama, bonito lhe parece.
78)  Quem não arrisca não petisca.
79)   Quem não chora não mama.
80)  Quem não tem cão caça com gato.
81)   Quem nunca comeu melado, quando come se lambuza.
82)  Quem parte e reparte e não fica com a melhor parte, ou é tolo ou não sabe da arte.
83)  Quem procura, acha.
84)  Quem ri por último ri melhor.
85)  Quem sai aos seus não degenera.
86)  Quem semeia ventos, colhe tempestades.
87)  Quem tem boca vai a Roma.
88)  Quem tudo quer, tudo perde.
89)  Quem vai ao vento, perde o assento.
90)  Quem vê cara não vê coração.
91)   Rapadura é doce, mas não é mole.
92)  Saco vazio não fica de pé.
93)  Santo da casa não faz milagre.
94)  Se conselho fosse bom ninguém dava, vendia.
95)  Se Maomé não vai à montanha, vai a montanha a Maomé.
96)  Seguro morreu de velho.
97)   Tudo tem solução, menos a morte.
98)  Um gesto vale mais que mil palavras.
99)  Um homem prevenido vale por dois.
100)                      Vão-se os anéis, ficam os dedos.
101)                       Vingança é um prato que se come frio.

Eclesiastes 1:13

E apliquei o meu coração a esquadrinhar, e a informar-me com sabedoria de tudo quanto sucede debaixo do céu; esta enfadonha ocupação deu Deus aos filhos dos homens, para nela os exercitar.