12 de jun de 2016

T. 83 - PIETER BRUEGEL

T.83 - Pieter Brueghel

T. 83 - Pinceladas de Arte - Pieter Bruegel: Provérbios Flamengos

Escola: IACS Semana:(18.ª) 13 a 17/06/2016 Professor: Elemar Gomes

IACS - Instituto Adventista Cruzeiro do Sul
Endereço: Av. Sebastião Amoretti, 2130-a - Cruzeiro do Sul, Taquara - RS, 95600-000 - Telefone:(51) 3541-6800
Planos de aula - 2016
Escola:
IACS
Semana:(18.ª)
13 a 17/06/2016
Professor:
Elemar Gomes

ANO: SEXTO - CONTEÚDOS
ESSA SEMANA TEM:
Turma: 61
Disciplina: PORTUGUÊS
*         Ler e fazer cruzadinha sobre a reportagem:
Estudante tem meta de ler 500 livros até o fim do ano + vídeo
*        Prova B – dia: 24/06/2016;
*        Prova de Rec.: dia: 28/06/2016.
(  )CORRIGIR: Os pobres – p. 76 a 79 -1 a 7;
(  )Fonemas + Enc. Voc. + Hiato + Ditogo + Tritongo + exercícios.

( )PPT
(x )EROX
(X)T. DE CASA
( X)VÍDEO(S)
( )MÚSICA
( )PROVA
( )TRABALHO
(X)LEITURA
6
PERÍODOS
Objetivo Geral
Desenvolver a competência linguística do educando - ouvir, falar, ler e escrever -  habilitando-o à utilização da língua materna com precisão e fluência, seja através da escrita ou oralmente, em situações subjetivas e/ou objetivas, sob o prisma da referência do valor social  e simbólico da atividade linguística e dos inúmeros discursos, envolvendo, ainda, a interação entre o sujeito e Deus, o sujeito com ele mesmo e o sujeito com o outro.
ANO: SÉTIMO - CONTEÚDOS
ESSA SEMANA TEM:
Turmas:
71,72 e 73
Disciplina: PORTUGUÊS

  Ø   Ler e fazer cruzadinha sobre a reportagem:
Estudante tem meta de ler 500 livros até o fim do ano + vídeo
  Ø   Prova B – dia: 24/06/2016;
  Ø   Prova de Rec.: dia: 28/06/2016.
 Ø   CORRIGIR: “Criança não é brincadeira” – 86 a 90 – 1 a 6;
(  )PPT
(X)XEROX
(X)T. DE CASA
(X )VÍDEO(S)
(  )MÚSICA
(  )PROVA
(x)TRABALHO
(  )LEITURA
6
PERÍODOS
Objetivo Geral
Desenvolver a competência linguística do educando - ouvir, falar, ler e escrever -  habilitando-o à utilização da língua materna com precisão e fluência, seja através da escrita ou oralmente, em situações subjetivas e/ou objetivas, sob o prisma da referência do valor social  e simbólico da atividade linguística e dos inúmeros discursos, envolvendo, ainda, a interação entre o sujeito e Deus, o sujeito com ele mesmo e o sujeito com o outro.
ANO: OITAVO - CONTEÚDOS
ESSA SEMANA TEM:
Turma: 83
Disciplina: PORTUGUÊS
*         Ler e fazer cruzadinha sobre a reportagem:
Estudante tem meta de ler 500 livros até o fim do ano + vídeo
*        Prova B – dia: 24/06/2016;
*        Prova de Rec.: dia: 28/06/2016.
(  )Figuras de linguagem – Conceitos – exemplos + exercícios no cartaz;
(  )TRABALHO EM DUPLAS SOBRE FIG. LING.
(  )ler e debater: O silêncio do cantor – p.118;
(  )

( )PPT
(x)XEROX
(x)T. DE CASA
( )VÍDEO(S)
(  )MÚSICA
(  )PROVA
( )TRABALHO
( X)LEITURA
6
Períodos
Objetivo Geral
Desenvolver a competência linguística do educando - ouvir, falar, ler e escrever -  habilitando-o à utilização da língua materna com precisão e fluência, seja através da escrita ou oralmente, em situações subjetivas e/ou objetivas, sob o prisma da referência do valor social  e simbólico da atividade linguística e dos inúmeros discursos, envolvendo, ainda, a interação entre o sujeito e Deus, o sujeito com ele mesmo e o sujeito com o outro.


Turma 83



Joubert de Carvalho
Nascimento6 de março de 1900
Uberaba Minas Gerais
Morte20 de setembro de1977 (77 anos)
Rio de Janeiro Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileiro
OcupaçãoMédico
Compositor

Música: Maringá

Dedique esta música a quem você gosta!
Foi numa leva que a cabocla Maringá
Ficou sendo a retirante que mais dava o que falar
E junto dela veio alguém que suplicou
Pra que nunca se esquecesse de um caboclo que ficou
Maringá, Maringá
Depois que tu partiste
Tudo aqui ficou tão triste
Que eu garrei a imaginar
Maringá, Maringá

Para haver felicidade

É preciso que a saudade
Vá bater noutro lugar
Maringá, Maringá
Volta aqui pro meu sertão
Pra de novo o coração
De um caboclo assossegar
Antigamente uma alegria sem igual

Dominava aquela gente da cidade de Pombal
Mas veio a seca, toda água foi embora
Só restando então a mágoa
Do caboclo quando chora

TRUMA 83 - Inezita Barroso Maringá - Viola minha Viola 24/07/2011

Vento e granizo destróem parte do IACS

CELULAR NO JOGO - TAREFA 5


CLIQUE SOBRE O TEXTO ABAIXO
CELULAR NO JOGO - TAREFA 5 - NOME DO JOGO:    HOMÔNIMAS E PARÔNIMAS

Atividades Educativas: Aprende e use para o bem, para Jesus Cristo

CELULAR NO JOGO - TAREFA: 4


CLIQUE SOBRE O TEXTO ABAIXO
CELULAR NO JOGO - TAREFA 4 - NOME DO JOGO:    HOMÔNIMOS I
 

CELULAR NO JOGO - TAREFA: 3


CLIQUE SOBRE O TEXTO ABAIXO
CELULAR NO JOGO - TAREFA 3 - NOME DO JOGO: EXERCÍCIOS DE REGRAS DE ACENTUAÇÃO GRÁFICA - I


CELULAR NO JOGO - TAREFA 2

Jogos de português

Jogos de português 
Aprenda as principais regras da língua portuguesa com nossos jogos educativos
CLIQUE SOBRE O TEXTO ACIMA
CELULAR NO JOGO - TAREFA 2 - NOME DO JOGO: TIRA DÚVIDAS DE ORTOGRAFIA

CELULAR NO JOGO - TAREFA 1

CLIQUE SOBRE O TEXTO ABAIXO
CELULAR NO JOGO - TAREFA 1 - NOME DO JOGO: BRUXA DOS ACENTOS

TURMAS: 61 - 71 - 72 - 73 e 83 - Adolescente de 13 anos planeja 500 livros em um ano

TURMAS: 61-71-72-73-83 - Adolescente que leu 400 livros ano passado, quer superar em 2015

EXEMPLO DE VIDA - Reportagem do Fantástico - Menino de 7 anos já leu mais de 500 livros.mp4

ESPECIAL PARA AS TURMAS 61- 71- 72- 73 E 83

Estudante tem meta de ler 500 livros até o fim do ano

Carolina Vellei | 21/05/2015
Você já parou para pensar em quantos livros consegue ler por ano? Nunca? A estudante Kira Rocha, de 13 anos, já. Apaixonada por leitura, há cinco anos ela vem se propondo um desafio particular: ler em um ano 100 livros a mais do que no ano anterior. Isso vem dando certo. Em 2014, conseguiu atingir a meta de 400 obras e, em 2015, segue firme no objetivo de chegar a 500 histórias. Já leu 212 até agora.

Foto: Luciana Ferreira/Instituto Padre Machado
Foto: Luciana Ferreira/Instituto Padre Machado
Na escola em que estuda, em Belo Horizonte, Kira costuma pegar uma média de seis livros por semana. E o amor pelos livros começou bem cedo, quando ela ainda nem sabia ler. A mãe, que também é viciada em literatura, tinha o hábito de ler histórias com frequência para ela. Para Kira, ela é sua maior incentivadora. “Minha mãe sempre diz que a leitura melhora a escrita e aguça a imaginação”, explica.
Tanto é que Kira também já criou seu próprio personagem. Inspirada no seu escritor favorito, o autor Rick Riordan (da saga Percy Jackson), a jovem escreve histórias de aventura, mas, como é muito tímida, só mostra para a mãe por enquanto. Já são mais de mil e duzentas páginas no manuscrito. “Para mim, é tudo diversão, um passatempo”, justifica a estudante.
Como já estamos praticamente no fim maio, seria injusto propormos a leitura de 500 livros. Pegando a média mensal do desafio de Kira, chegamos ao número de, aproximadamente, 41 livros (ou quase 10 por semana). Você seria capaz de ler essa quantidade de obras para completar, até o fim de dezembro, 287 livros? Vale todo tipo de livro, até os mais fininhos! 😀

Menina quer ler 500 livros em um ano

menina quer ler 500 livros em um ano
Quantos livros você consegue ler em um ano? Para Kira Rocha Pereira Gonçalves, o desafio é grande e a menina quer ler 500 livros em um ano! Alguém duvida? Então conheça a história dessa jovem.
Kira não se intimida diante da meta que ela mesma estabeleceu e acaba de chegar ao 136º dia do ano com mais de 210 títulos lidos. E para piorar, todos têm mais de 100 páginas.  Em janeiro, durante as férias, a garota leu nada menos que 110 livros. O ritmo só caiu por causa dos estudos, já que as aulas começaram e o tempo de leitura diminuiu.
Na biblioteca do colégio onde estuda, o Instituto Padre Machado, Kira encontra um verdadeiro refúgio para suas leituras e costuma passar os intervalos “devorando” as obras.
menina

Família incentiva a leitura

Ana Maria Rocha, mãe de Kira, sempre incentivou o hábito de leitura da filha e aplaude a iniciativa da menina em ler 500 livros. “Foi graças a esse hábito que adquiri habilidades como criatividade, boa escrita e amplo vocabulário”, enumera a menina-prodígio, sem falsa modéstia.

Turma 83 - TEMPOS COMPOSTOS

TEMPOS COMPOSTOS

Verbo 

TEMPOS COMPOSTOS:
Formados por uma locução verbal  com o auxiliar  ter ou haver + o verbo principal no particípio
Apenas os verbos auxiliares são conjugados
Observação:
Nem toda locução verbal constitui um tempo composto.
Em "quero sair" temos apenas locução verbal.


Modo indicativo



pretérito perfeito ( auxiliar no presente indicativo + verbo principal no particípio)

Eu tenho/hei,
Tu tens/hás,
Ele  tem/há, 
Nós temos/havemos,
Vós tendes/haveis,
Eles têm/hão

pensado, concedido, permitido


pretérito mais-que-perfeito( auxiliar no imperfeito  indicativo+ verbo principal no particípio)  

 tinha/havia, 
 tinhas/havias
 tinha/havia,
 tínhamos/havíamos
 tínheis/havíeis,
 tinham/haviam.

pensado, concedido, permitido


Futuro do presente( auxiliar no futuro do presente + verbo principal no particípio)

 terei/haverei,
 terás/haverás,
 terá/haverá,
 teremos/haveremos,
 tereis/havereis,
 terão/haverão.

pensado, concedido, permitido

Futuro do pretérito( auxiliar no futuro do pretérito + verbo  principal no particípio)

teria/haveria, 
terias/haverias, 
teria/haveria,
teríamos/haveríamos,  teríeis/haveríeis,
teriam/haveriam,

pensado, concedido, permitido




MODO SUBJUNTIVO


pretérito perfeito(auxiliar no presente subjuntivo + verbo principal no particípio)

tenha/haja, 
tenhas/hajas,
tenha/haja,
tenhamos/hajamos,
tenhais/hajais,
tenham/hajam,

pensado, concedido, permitido


Futuro( auxiliar no futuro do subjuntivo+ verbo principal no particípio)

tiver/houver,
tiveres/houveres,
tiver/houver, 
tivermos/houvermos,
tiverdes/houverdes,  tiverem/houverem.

pensado, concedido, permitido


pretérito mais-que-perfeito( auxiliar no imperfeito subjuntivo  + verbo principal no particípio)

tivesse/houvesse,  tivesses/houvesses,  tivesse/houvesse,
tivéssemos/houvéssemos,  tivésseis/houvésseis,  tivessem/houvessem,

pensado, concedido, permitido

Formas nominais
INFINITIVO IMPESSOAL : ter/haver
(pensado, refletido, concedido)
INFINITIVO 

PESSOAL
ter/haver,
 teres/haveres, 
ter/haver, 
termos/havermos,
terdes/haverdes,  
terem/haverem

pensado, concedido, permitido

Formas nominais:
gerúndio (tendo/havendo
particípio ( tido/havido

pensado, concedido, permitido

Exercícios:
I. Complete com o verbo no tempo adequado. Observe que todos os verbos devem estar conjugados em tempos compostos:

1. (ler) Eu não fui ver o filme porque já ............................... o livro e já sei o final.

2. (tomar) Ultimamente eu não ................................... café, porque me tira o sono.

3. (comer) Ele nunca ............................... feijoada antes de vir ao Brasil.

4. (descansar) Até o fim das férias eu .................................... bastante.

5. (ir) Com um dia de sol, eu ............................................. à piscina.

6. (levantar-se) Esse mês, eu .................................... cedo todos os dias.

7. (pagar) Eu já ......................................... a viagem toda.

8. (ver) Eu nunca .......................................... coisa tão bonita antes.


II . Assinale a frase mais correta:

1. ( ) Eu durmo tarde todas as noites essa semana.
    ( ) Eu tenho dormido tarde todas as noites essa semana.

2. ( ) Ultimamente o trânsito tem andado péssimo.
    ( ) Ultimamente o trânsito anda péssimo.

3. ( ) Desde terça-feira faz muito calor.
    ( ) Desde terça-feira tem feito muito calor.

4. ( ) Nessas férias eu não faço nada.
    ( ) Nessas férias eu não tenho feito nada.

EXERCÍCIOS
1. “Já nessa altura eu tinha pegado a segunda fila...” A forma verbal sublinhada pode ser substituída, sem alteração de sentido, por:

a) pegaria
b) pegara
c) pegava
d) havia de pegar
e) tive que pegar

2. Passando-se o verbo do trecho: “aquilo que o auditório já sabe” para o futuro composto do subjuntivo, obtém-se a forma verbal:

a) terá sabido
b) ter sabido
c) tiver sabido
d) tenha sabido
e) souber

3. Marque a opção em que a forma verbal do tempo composto corresponde à forma verbal do tempo simples, modificando o modo, na frase abaixo:
“Quando eu cheguei, ela já saíra.”

a) tinha saído
b) tenha saído
c) tem saído
d) tivesse saído
e) teria saído

4. “Os infantes não chegariam lá, ou se chegassem, seria a duras penas...” As formas verbais compostos correspondentes às formas simples destacadas são, respectivamente:

a) tinha chegado – tivessem chegado
b) não há – tinha chegado
c) teriam chegado – têm chegado
d) terão chegado – tivessem chegado
e) teriam chegado – não há

5. “Cidadezinha que não coube no mapa...”
Assinale o item que apresenta o tempo composto correspondente à forma verbal sublinhada:

a) tivesse cabido
b) tinha cabido
c) têm cabido
d) tenha cabido
e) tem cabido

6. A forma verbal “expôs” corresponde à terceira pessoa do singular do pretérito perfeito simples do indicativo. Como seria a forma dessa mesma pessoa no pretérito perfeito composto do indicativo?

a) havia exposto
b) tinha exposto
c) tem exposto
d) teve exposto
e) foi exposto

7. “...têm as mesmas oportunidades...” A forma verbal correta do verbo TER ( ou de um verbo de derivado  TER) é:

a) As pessoas se entretém em sociedade.
b) A liberdade não se mantém para sempre.
c) Todos se manteram de forma disciplinada.
d) Ele não se conteve de tão contente.
e) Ela se mantia afastada de todos.

8. “um desafio que vem desde os tempos da colônia...”; a forma verbal abaixo grafada ou acentuada erradamente é:

a) O mal da corrupção provém de longo tempo atrás.
b) Os políticos não se detêm nestes problemas.
c) Não convêm os jornais falarem de corrupção no país.
d) Isto os políticos não leem.
e) O jornal contém muitas verdades.

9. Que item abaixo caracteriza inadequadamente a forma verbal “venham atingir”?

a) Corresponde a uma locução verbal.
b) Constitui o núcleo verbal de uma só oração.
c) Apresenta “vir” como verbo auxiliar.
d) Equivale ao presente do subjuntivo composto.
e) Indica semanticamente uma possibilidade futura.

GABARITO

1. B
2. C
3. D
4. E
5. E
6. C
7. A
8. E
9. D

Eclesiastes 1:13

E apliquei o meu coração a esquadrinhar, e a informar-me com sabedoria de tudo quanto sucede debaixo do céu; esta enfadonha ocupação deu Deus aos filhos dos homens, para nela os exercitar.