26 de abr de 2015

ALUNOS DAS TURMAS: 71, 72 e 73 - MATERIAIS DE AUXÍLIO SOBRE O PRÓXIMO CONTEÚDO

Morfologia
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre, revisado pelo professor Elemar Gomes.
Em linguística, no nível de análise morfológica encontramos duas unidades formais: a palavra e o morfema. Uma das questões centrais no estudo da morfologia é decidir se a abordagem será pela perspectiva do morfema ou se a partir da palavra, da formação e da classificação das palavras. A peculiaridade da morfologia é estudar as palavras olhando para elas isoladamente e não dentro da sua participação na fraseou período. Gramática Tradicional fez opção clara pela abordagem a partir da perspectiva da palavra, tanto que a morfologia tradicional é centrada no estudo das classes de palavras. Alguns linguistas sugerem que a abordagem a partir dos morfemas é mais sensata, dadas as dificuldades encontradas para delimitar o conceito de palavra. Da nossa parte, não vamos radicalizar em favor de nenhuma perspectiva. Tentaremos abordar com equilíbrio tanto os morfemas como as palavras.
Existem:
§  Radical;
§  Afixos (Sufixo e Prefixo);
§  Desinências (verbal e nominal);
§  Vogal Temática;
§  Vogal de Ligação; e
§  Consoante de Ligação.
Tipos de Derivação
Derivação prefixal 
Prefixo + Palavra Primitiva (Radical)
Exemplos:
§  a + pôr = apor
§  semi + círculo = semicírculo
§  contra + pôr = contrapor
§  ex + pôr = expor
§  im + pôr = impor
§  per + correr = percorrer
Derivação sufixal 
Palavra Primitiva (Radical) + Sufixo
Exemplos:
§  casa + arão = casarão
§  chuva + oso = chuvoso
§  calma + mente = calmamente
§  casa + inha = casinha
§  casa + eiro = caseiro
§  humano + izar = humanizar
§  pinto + ada = pintada
Derivação parassintética 
Prefixo + Palavra Primitiva (Radical) + Sufixo
Exemplos:
§  a + funil + ar = afunilar
§  en + gaiola + ar = engaiolar
§  a + manh(ã) + ecer = amanhecer
Derivação regressiva 
A palavra primitiva (Radical) reduz-se ao formar a palavra derivada.
Exemplos:
§  chorar = choro
§  abalar = abalo
§  errar = erro
§  cortar = corte
§  debater = debate
§  recuar = recuo
§  sarampão = sarampo
§  chutar = chute
Derivação imprópria : Mudança gramatical nas palavras sem alteração da forma.
Exemplos:
§  Porto (instalação para embarque e desembarque marítimo) - Porto (vinho)

§  Pereira (árvore) - Pereira (apelido)

Eclesiastes 1:13

E apliquei o meu coração a esquadrinhar, e a informar-me com sabedoria de tudo quanto sucede debaixo do céu; esta enfadonha ocupação deu Deus aos filhos dos homens, para nela os exercitar.