9 de nov de 2014

ROSA ELSA NA 60. ª FEIRA DO LIVRO DE PORTO ALEGRE


ROSA VELSA MERTINS - QUESTÕES SOBRE OBRAS E VIDA DE LUIS DILL

1º.    SENHOR ESCRITOR, VOCÊ SE INSPIROU EM ALGUÉM PARA SEGUIR A CARREIRA DE ESCRITOR?                                                        

2º.    O CONTEÚDO PARA AS SUAS OBRAS VEM DO IMAGINÁRIO OU DE EXPERIÊNCIAS VIVIDAS, ASSISTIDAS OU CONTADAS?

3º.    VOCÊ TEM DIAS E LUGARES PARA ESCREVER?                  

4º.    CONTE-NOS UM POUCO SOBRE A SUA INFÂNCIA E JUVENTUDE                        (AVENTURAS, LUGARES, LIVROS QUE LIA, ...).                   

5º.    EXISTE ALGUM TEMA PREDILETO EM SUAS OBRAS SOBRE O QUAL GOSTA DE ESCREVER?                                                       

6º.    NO LIVRO “DO CORAÇÃO DE TELMAH” HÁ UMA NARRATIVA LINDA, ENCANTADORA, MAS PARA UM PÚBLICO JUVENIL! JÁ HÁ OUTROS TÍTULOS EM QUE O SEU PÚBLICO ALVO É JUVENIL. ENTÃO, PARA QUEM É MAIS DIFÍCIL OU FÁCIL DE ESCREVER: O INFANTIL, JUVENIL OU ADULTO?   

7º.    QUERÍAMOS QUE VOCÊ FALASSE SOBRE O SEU SUCESSO LITERÁRIO. SOBRE VENDER MUITOS LIVROS E SE TORNAR UMA GRANDE ESCRITORA QUE ÉS.             

8º.    A CONSTRUÇÃO DAS NARRATIVAS, A FORMA COMO SÃO ESCRITAS, O USO DE UM VOCABULÁRIO, ÀS VEZES, SIMPLES, SÃO ESTRATÉGIA DE ATRAIR O LEITOR?                                                     

9º.    SE FOSSE ESCOLHER OUTRA PROFISSÃO, QUAL SERIA? POR QUÊ?

10º.É VOCÊ MESMO QUEM COORDENA, PUBLICA NAS SUAS REDES SOCIAIS?

11º.SABEMOS QUE NO LIVRO “LETRAS FINAIS” A CÚMPLICE DOS SEQUESTRADORES, A MANICURE, TIRAVA OSWALDO DE DENTRO DO BURACO QUANDO QUERIA ALGUÉM PARA CONVERSAR.  ENFIM, TODA A HISTÓRIA SERIA BASEADO EM FATOS QUE VOCÊ VIU OU SERIA CRIAÇÃO SUA?

12º.NO LIVRO “LETRAS FINAIS” O MENINO BRUNO GOSTAVA DE FUTEBOL, MAS ODIAVA A LEITURA, PRINCIPALMENTE SE FOSSE POESIA. QUE DICA VOCÊ DARIA PARA OS NOVOS LEITORES INICIAR E NÃO DESISTIR DE LER?

13º.O QUE LHA DÁ MAIS ALEGRIA E DINHEIRO? O JORNALISMO OU ESCREVER LIVROS?

14º.CARO LUIS DIL, GOSTARIA DE SABER SE A HISTÓRIA DE CORA FOI BASEADO EM HISTÓRIAS REIAS E SE O ATESTADO DE ÓBITO DO LIVRO É VERDADEIRO? PAOLA EW.

15º.O SENHOR USA MUITO DE HUMOR EM SEUS LIVROS. ISSO É EXTRATÉGIA PARA ATRAIR O LEITOR OU É NATURAL?


16º.AS PESSOAS MUDAM ATRAVÉS DOS LIVROS. VOCÊ ACHA QUE SEUS LIVROS POSSAM INDUZIR PESSOAS AS FAZEREM COISAS BOAS, OU SEJA, REPENSAR, A SER DIFERENTES DEPOIS DE LER SUAS OBRAS? 

Orações subordinadas adverbiais


Orações subordinadas adverbiais
São nove as orações subordinadas adverbiais, que são iniciadas por uma conjunção subordinativa:
·         Causal:
Funciona como adjunto adverbial de causa.
     * Conjunções e locuções conjuntivas: porque, porquanto, visto que, já que, uma vez que, na medida em que, se, como, que.
EX: “Saímos rapidamente, visto que estava armando um tremendo temporal”.
·         Comparativa:
Funciona como adjunto adverbial de comparação. Geralmente, o verbo fica subentendido.
* Conjunções: (mais) ... que, (menos)... que, (tão)... quanto, como.
EX: “Diocresildo era mais esforçado que o irmão (era)”.
·         Concessiva:
Funciona como adjunto adverbial de concessão.
*  Conjunções: embora, conquanto, inobstante, não obstante, apesar de que, se bem que, mesmo que, posto que, ainda que, em que pese.
EX:Todos se retiraram apesar de não terem terminado a prova”.
·         Condicional:

Funciona como adjunto adverbial de condição.
* Conjunções: se, a menos que, desde que, caso, contanto que.
EX: “Você terá um futuro brilhante desde que se esforce”.

·         Conformativa:

Funciona como adjunto adverbial de conformidade.
  * Conjunções: como, conforme, segundo.
 EX: “Construímos nossa casa conforme as especificações dadas pela Prefeitura”.
·         Consecutiva:

Funciona como adjunto adverbial de consequência.
Conjunções: (tão)... que, (tanto)... que, (tamanho)... que.
EX: “Ele fala tão alto que não precisa do microfone”.
·         Temporal:

Funciona como adjunto adverbial de tempo.
Conjunções: quando, enquanto, sempre que, assim que, desde que, logo que, mal.
 EX:Fico triste sempre que vou à casa de Juvenildo”.
·         Final:
Funciona como adjunto adverbial de finalidade.
 Conjunções: a fim de que, para que, porque.
 EX: “Ele não precisa do microfone para que todos o ouçam”.
·         Proporcional:

Funciona como adjunto adverbial de proporção.
 * Conjunções: à proporção que, à medida que, tanto mais.
 EX: “À medida que o tempo passa, mais experientes ficamos”.

PROFESSOR: ELEMAR GOMES
Bom Estudo!

FILME DO ANO: Moulin Rouge!

AULAS DA SEMANA - ROSA ELSA

    Planos de aula
ROSA ELSA
Escola:
ROSA ELSA
Semana:
2.ª/NOV./2014
Professor: Elemar Gomes
LEITURAS:
Ø VEM AÍ: 60ª FEIRA DO LIVRO DE PORTO ALEGRE.
ANO: NONO
TURMA: 192
DISCIPLINA: PORTUGUÊS
CONTEÚDOS
PERÍODO
OBJETIVOS
·       EST.OR.SUBORD. ADVERBIAIS E;
·       FILME: MOULIN ROUGE –AMOR EM VERMELHO.
4
- CARACTERIZAR OS TEXTOS DE ACORDO COM O GÉNERO AO QUAL PERTENCEM, IDENTIFICANDO O ASSUNTO, IDEIAS PRINCIPAIS E SECUNDÁRIAS, AS INTENÇÕES DO AUTOR, O PROVÁVEL DESTINATÁRIO E SUAS INFORMAÇÕES PRESSUPOSTAS OU SUBENTENDIDAS. - DESENVOLVER E VALORIZAR OS HÁBITOS DE LEITURA E APRECIAÇÃO CRÍTICA.
ANO: QUARTO
TURMA: 141
CURRÍCULO
CONTÚDOS
PERÍODO
OBJETIVOS
      Ø   ATIVIDADES LÚDICAS:
        Ø   PORTUGUÊS: LEITURA E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL.
       Ø   MATEMÁTICA: ADIÇÃO E MULTIPLICAÇÃO.
4
ACRESCENTAR, AMPLIAR, ANALISAR,  BRINCAR, COMPREENDER, CONSTRUIR, COORDENAR, CRESCER, DESPERTAR, DIVERTIR, PRATICAR, PROBLEMATIZAR, SOCIALIZAR, USUFRUIR, ...


Eclesiastes 1:13

E apliquei o meu coração a esquadrinhar, e a informar-me com sabedoria de tudo quanto sucede debaixo do céu; esta enfadonha ocupação deu Deus aos filhos dos homens, para nela os exercitar.