10 de ago de 2014

INFORMÁTICA - ROSA ELSA

AULAS DE INFORMÁTICA



AULAS
D/S
PROFESSORA
LINKS
1º.  
2.ªF
TATIANA - 132

2º.  
2.ªF
ÂNGELA - 122


3º.  
2.ªF
MURYEL - 151
4º.  
4.ªF
VERA - 031
 
5º.  
4.ªF
MARIÉLI - 041

6º.  
4.ªF
ELIZANDRA - 112









Pitaia – Nativa da América do Sul, a Pitaia é também conhecida como fruta-do-dragão. É rica em vitaminas A e C e muito eficiente para os problemas de gastrite. É adocicada e deve ser consumida com cautela, pois suas sementes (que não dá pra retirar) tem poder laxante.


7º.  
4.ªF
DEISE - 152

8º.  
6.ªF
RENATA - 141








9º.  
6.ªF
LIANESE - 142
  
 
10º.                    
6.ªF
LIVRE
LIMPEZA DA SALA

EXEMPLO DE CRÔNICA:

Rubem Braga - Biografia
Rubem Braga (1913-1990) foi cronista, poeta, repórter, tradutor e crítico de artes plásticas.
Escreveu grandes obras como: Casa do Braga, O Conde e o Passarinho e Três Primitivos.
Tornou-se conhecido do grande público ao escrever crônicas em jornais de grande circulação.
Na crônica abaixo, Rubem Braga retrata um fato do cotidiano, porém a maneira de tratar o fato dá a essa crônica a característica da universalidade que distingue o autor tornando-o um renovador da crônica brasileira.
O padeiro
 
Levanto cedo, faço minhas abluções, ponho a chaleira no fogo para fazer café e abro a porta do apartamento - mas não encontro o pão costumeiro. No mesmo instante me lembro de ter lido alguma coisa nos jornais da véspera sobre a "greve do pão dormido". De resto não é bem uma greve, é um lockout, greve dos patrões, que suspenderam o trabalho noturno; acham que obrigando o povo a tomar seu café da manhã com pão dormido conseguirão não sei bem o que do governo.
 Está bem. Tomo o meu café com pão dormido, que não é tão ruim assim. E enquanto tomo café vou me lembrando de um homem modesto que conheci antigamente. Quando vinha deixar o pão à porta do apartamento ele apertava a campainha, mas, para não incomodar os moradores, avisava gritando:
 - Não é ninguém, é o padeiro!
 Interroguei-o uma vez: como tivera a idéia de gritar aquilo?
 "Então você não é ninguém?”
 Ele abriu um sorriso largo. Explicou que aprendera aquilo de ouvido. Muitas vezes lhe acontecera bater a campainha de uma casa e ser atendido por uma empregada ou outra pessoa qualquer, e ouvir uma voz que vinha lá de dentro perguntando quem era; e ouvir a pessoa que o atendera dizer para dentro: "não é ninguém, não senhora, é o padeiro". Assim ficara sabendo que não era ninguém...
 Ele me contou isso sem mágoa nenhuma, e se despediu ainda sorrindo. Eu não quis detê-lo para explicar que estava falando com um colega, ainda que menos importante. Naquele tempo eu também, como os padeiros, fazia o trabalho noturno. Era pela madrugada que deixava a redação de jornal, quase sempre depois de uma passagem pela oficina - e muitas vezes saía já levando na mão um dos primeiros exemplares rodados, o jornal ainda quentinho da máquina, como pão saído do forno.
 Ah, eu era rapaz, eu era rapaz naquele tempo! E às vezes me julgava importante porque no jornal que levava para casa, além de reportagens ou notas que eu escrevera sem assinar, ia uma crônica ou artigo com o meu nome. O jornal e o pão estariam bem cedinho na porta de cada lar; e dentro do meu coração eu recebi a lição de humildade daquele homem entre todos útil e entre todos alegre; "não é ninguém, é o padeiro!"
E assobiava pelas escadas.
Texto extraído do livro:
Para gostar de ler, Vol I - Crônicas. Carlos Drummond de Andrade, Fernando Sabino, Paulo Mendes Campos e Rubem Braga. 12ª Edição. Editora Ática. São Paulo. 1989. p.63 -64.
LINGUA PORTUGUESA – PROFESSOR: ELEMAR GOMES –

ACESSE: www.aulasdaminhavida.com.br

O QUE É UMA CRÔNICA?




A crônica é uma forma textual no estilo de narração que tem por base fatos que acontecem em nosso cotidiano. Por este motivo, é uma leitura agradável, pois o leitor interage com os acontecimentos e por muitas vezes se identifica com as ações tomadas pelas personagens.


Você já deve ter lido algumas crônicas, pois estão presentes em jornais, revistas e livros. Além do mais, é uma leitura que nos envolve, uma vez que utiliza a primeira pessoa e aproxima o autor de quem lê. Como se estivessem em uma conversa informal, o cronista tende a dialogar sobre fatos até mesmo íntimos com o leitor.

O texto é curto e de linguagem simples, o que o torna ainda mais próximo de todo tipo de leitor e de praticamente todas as faixas etárias. A sátira, a ironia, o uso da linguagem coloquial demonstrada na fala das personagens, a exposição dos sentimentos e a reflexão sobre o que se passa estão presentes nas crônicas.

Como exposto acima, há vários motivos que levam os leitores a gostar das crônicas, mas e se você fosse escrever uma, o que seria necessário? Vejamos de forma esquematizada as características da crônica:


• Narração curta;
• Descreve fatos da vida cotidiana;
• Pode ter caráter humorístico, crítico, satírico e/ou irônico;
• Possui personagens comuns;
• Segue um tempo cronológico determinado;
• Uso da oralidade na escrita e do coloquialismo na fala das personagens;
• Linguagem simples.

Portanto, se você não gosta ou sente dificuldades de ler, a crônica é uma dica interessante, pois possui todos os requisitos necessários para tornar a leitura um hábito agradável!

Alguns cronistas (veteranos e mais recentes) são: Fernando Sabino, Rubem Braga, Luis Fernando Veríssimo, Carlos Heitor Cony, Carlos Drummond de Andrade, Fernando Ernesto Baggio, Lygia Fagundes Telles, Machado de Assis, Max Gehringer, Moacyr Scliar, Pedro Bial, Arnaldo Jabor, dentre outros.
PROFESSOR: ELEMAR GOMES



O QUE É UMA CRÔNICA?

AULSA DA Semana: 2.ª AGOSTO/14 - ROSA

    Planos de aula
ROSA ELSA
Escola:
ROSA ELSA
Semana:
2.ª AGOSTO/14
Professor: Elemar Gomes
LEITURAS:
Ø ODISSÉIA DE ODISSEU – LER ATÉ 06 DE agosto DE 2014.
ANO: NONO
TURMA: 92
DISCIPLINA: PORTUGUÊS
CONTEÚDOS
PERÍODO
OBJETIVOS
·        TRABALHO SOBRE O LIVRO: ODISSÉIA
·        QUESTÕES - ODISSÉIA
·       TEXTO: “O GATO PRETO” – LEITURA E ANÁLIE.
OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA: CRÔNICAS: CONCEITOS – LEITURA E EXEMPLOS.
PRODUÇÃO: RASCUNHO E DEBATE SOBRE.
4
- CARACTERIZAR OS TEXTOS DE ACORDO COM O GÉNERO AO QUAL PERTENCEM, IDENTIFICANDO O ASSUNTO, IDEIAS PRINCIPAIS E SECUNDÁRIAS, AS INTENÇÕES DO AUTOR, O PROVÁVEL DESTINATÁRIO E SUAS INFORMAÇÕES PRESSUPOSTAS OU SUBENTENDIDAS. - DESENVOLVER E VALORIZAR OS HÁBITOS DE LEITURA E APRECIAÇÃO CRÍTICA.
ANO: QUARTO
TURMA: 41
CURRÍCULO
CONTÚDOS
PERÍODO
OBJETIVOS
      Ø   ATIVIDADES LÚDICAS:
 Ø   LEITURA E INTERPRETAÇÃO TEXTUAL.
  Ø   EXERCÍCIOS DE MATEMÁTICA COM ADIÇÃO E MULTIPLICAÇÃO.
4
ACRESCENTAR, AMPLIAR, ANALISAR,  BRINCAR, COMPREENDER, CONSTRUIR, COORDENAR, CRESCER, DESPERTAR, DIVERTIR, PRATICAR, PROBLEMATIZAR, SOCIALIZAR, USUFRUIR, ...


AULAS DA Semana: 2.ª AGOSTO/14

Planos de aula
THEÓPHILO SAUER
Escola: THEÓPHILO SAUER
Semana:
2.ª AGOSTO/14
Professor: Elemar Gomes

  Ø   9.º ANO(91,92 e 93): “Odisséia” – ATÉ:11/08/2014 – 10,0 PONTOS (DEB. + QUEST.)
SÉRIE: NONA
Turma: 91
Disciplina: PORTUGUÊS
Conteúdos
Período
Objetivos
·         TRABALHO SOBRE O LIVRO: ODISSÉIA
·         QUESTÕES - ODISSÉIA
·        TEXTO: “O GATO PRETO” – LEITURA E ANÁLIE.
OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA: CRÔNICAS: CONCEITOS – LEITURA E EXEMPLOS.
PRODUÇÃO: RASCUNHO E DEBATE SOBRE.
4
- Caracterizar os textos de acordo com o género ao qual pertencem, identificando o assunto, ideias principais e secundárias, as intenções do autor, o provável destinatário e suas informações pressupostas ou subentendidas. - Desenvolver e valorizar os hábitos de leitura e apreciação crítica.
SÉRIE: SÉTIMA
Turma: 92
Disciplina: PORTUGUÊS
Conteúdos
Período
Objetivos
·         TRABALHO SOBRE O LIVRO: ODISSÉIA
·         QUESTÕES - ODISSÉIA
·        TEXTO: “O GATO PRETO” – LEITURA E ANÁLIE.
OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA: CRÔNICAS: CONCEITOS – LEITURA E EXEMPLOS.
·        PRODUÇÃO: RASCUNHO E DEBATE SOBRE.
4
- Caracterizar os textos de acordo com o género ao qual pertencem, identificando o assunto, ideias principais e secundárias, as intenções do autor, o provável destinatário e suas informações pressupostas ou subentendidas. - Desenvolver e valorizar os hábitos de leitura e apreciação crítica.
SÉRIE: SEXTA
Turma: 93
Disciplina: PORTUGUÊS
Conteúdos
Período
Objetivos
·         TRABALHO SOBRE O LIVRO: ODISSÉIA
·         QUESTÕES - ODISSÉIA
·        TEXTO: “O GATO PRETO” – LEITURA E ANÁLIE.
OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA: CRÔNICAS: CONCEITOS – LEITURA E EXEMPLOS.
·       PRODUÇÃO: RASCUNHO E DEBATE SOBRE.
4
- Caracterizar os textos de acordo com o género ao qual pertencem, identificando o assunto, ideias principais e secundárias, as intenções do autor, o provável destinatário e suas informações pressupostas ou subentendidas. - Desenvolver e valorizar os hábitos de leitura e apreciação crítica.


Eclesiastes 1:13

E apliquei o meu coração a esquadrinhar, e a informar-me com sabedoria de tudo quanto sucede debaixo do céu; esta enfadonha ocupação deu Deus aos filhos dos homens, para nela os exercitar.