24 de abr de 2014

Conjunções

Conjunções
A palavra “conjunção” provém de “conjunto”. Vejamos a definição do último termo no dicionário Aurélio: Conjunto: adj. 1. Junto simultaneamente. sm. 2 Reunião das partes dum todo.
Já o sufixo -ção tem significado de “resultado de uma ação”. Logo, se associarmos as duas definições temos que: conjunção é a ação de juntar simultaneamente as partes de um todo.
Com essa primeira definição, vejamos essa frase composta por três verbos, ou seja, por três orações:

Os dias passam, as prestações chegam, a vida continua. http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcT5nZ5AiR79eWiJxNzNg8h5cHbqCIFihJ3e1TCuQfqq5J8ePm4v 

Vamos acrescentar na frase acima as palavras “e” e “mas”:

Os dias passam e as prestações chegam, mas a vida continua.

Notamos o seguinte: retiramos a vírgula e substituímos por palavras, e ao fazê-lo ligamos uma oração à outra, criamos um vínculo, uma união. A palavra e está ligando as orações 1 e 2 e a palavra mas está ligando as orações 2 e 3. Portanto, as palavras e e mas que unem as frases são exemplos de conjunção.
Agora, vejamos esse outro exemplo:

Amor e carinho são sentimentos que estão em falta no nosso dia-a-dia.

Observamos que as palavras amor, carinho têm a mesma função na frase, a de juntas exercerem papel de sujeito da oração. O e está ligando essas duas palavras equivalentes, ou seja, de mesma função na oração. A ação de unir simultaneamente as partes (amor, carinho) de um todo (sujeito) foi feita a partir da palavra e, a qual é, portanto, uma conjunção.

Podemos agora definir conjunção de uma segunda maneira, a usada pela maioria dos gramáticos, por ser definição do dicionário:

Conjunção é a palavra invariável que relaciona duas orações ou dois termos que exercem a mesma função sintática.
Conjunção coordenada e subordinada
As conjunções podem ser classificadas em coordenativas e subordinativas, o que dependerá da relação que estabelecem entre as orações.
Vejamos essas duas frases:
Maria caiu e torceu o tornozelo.
Gostaria que você fosse sincera.

No primeiro caso temos duas orações independentes, já que separadamente elas têm sentido completo: Maria caiu e Maria torceu o tornozelo. O período é composto por coordenação, pois as ações são sintaticamente completas em significado.
No segundo caso, uma oração depende sintaticamente da outra. O verbo “gostaria” fica sem sentido se não há complemento, o que causa o questionamento seguinte: “gostaria de quê?”. Assim, a oração “que você fosse sincera” é complemento e, portanto, subordinada à primeira oração “Gostaria”. A palavra que, então, é a conjunção subordinativa que une as duas orações.

Locução conjuntiva
Há ainda a locução conjuntiva, que acontece quando duas ou mais palavras exercem a função de conjunção. Alguns exemplos são: desde que, assim que, uma vez que, antes que, logo que, ainda que.
Vejamos um exemplo:

Ele irá te ajudar, desde que você faça a sua parte.

Temos duas orações: “Ele irá te ajudar” e “você faça a sua parte”, ligadas pela locução conjuntiva desde que.


Acesse o conteúdo no blog: www.aulasdaminhavida.blogspot.com

CONJUNÇÕES É A PALAVRA QUE LIGA ORAÇÕES OU PALAVRAS DE FUNÇÔES SEMELHANTES.

ESTUDANTE: ________________________________TURMA:_____________PROFESSOR: ELEMAR GOMES / PORTUGUÊS

CONJUNÇÕES
É A PALAVRA QUE LIGA ORAÇÕES OU PALAVRAS DE FUNÇÔES SEMELHANTES.


CONJUNÇÕES COORDENATIVAS



          CLASSIFICAÇÃO
               CONJUNÇÕES

                                 EXEMPLOS
ADITIVAS: ADIÇÃO, SOMA,                   ACRÉSCIMO.
E, NEM  ( ENÃO ), MAS AINDA, MAS TAMBÉM, COMO TAMBÉM.
O MÉDICO EXAMINOU E PRESCREVEU-LHE A DIETA.

ADVERSATIVAS: OPOSIÇÃO, CONTRASTE OU SENTIDO ADVERSO.
MAS, PORÉM, TODAVIA, CONTUDO, SENÃO, ENTRETANTO, NO ENTANTO, NÃO OBSTANTE.

MARIANA REVIROU TODAS AS GAVETAS, MAS NÃO ENCONTROU NADA.

ALTERNATIVAS: ALTERNÂNCIA OU EXCLUSÃO.


OU, OU...OU, ORA...ORA, JÁ...JÁ, QUER...QUER, SEJA...SEJA.

A CRIANÇA ORA AGITAVA-SE, ORA ADORMECIA FEBRIL.

CONCLUSIVAS: CONCLUSÃO.

LOGO, POIS ( VEM APÓS O VERBO ), PORTANTO, ASSIM, POR ISSO, POR CONSEGUINTE.
A CHUVA CAÍRA MANSA DURANTE  DIAS, ACABARA, POIS, A SECA.

EXPLICATIVAS:EXPLICAÇÃO

QUE ( PORQUE ), POIS, PORQUE, PORQUANTO.

NÃO USE DROGAS, QUE ( PORQUE ) ELAS PREJUDICAM A SAÚDE.


CONJUNÇOES SUBORDINATIVAS



CONDICIONAIS: CONDIÇÃO.


SE, CASO, CONTANTO, QUE, UMA VEZ QUE.


SE VOCÊ NÃO VIER, NÃO HAVERÁ ALMOÇO.

CAUSAIS: CAUSA.

PORQUE, QUE, POIS, PORQUANTO, JÁ QUE, VISTO QUE.

NÃO COMI O MAMÃO PORQUE ESTÁ VERDE.

COMPARATIVAS: COMPARAÇÃO.

COMO, ASSIM COMO, TAL QUAL

O LUTADOR É FORTE COMO UM TOURO.

CONFORMATIVAS: CONFORMIDADE.


SEGUNDO, CONFORME, CONSOANTE.

CIDA FEZ O TRABALHO CONFORME O PROFESSOR PEDIU.

CONCESSIVAS: CONCESSÃO.

EMBORA, AINDA QUE, MESMO QUE.
EMBORA TENHA POUCA AUDIÊNCIA, O PROGRAMA CONTINUA NO AR.

INTEGRANTES: INTEGRAM


QUE, SE

CONVÉM QUE VOCÊ TREINE MAIS.

FINAIS: FINALIDADE, OBJETIVO.


PARA QUE, AFIM DE QUE.

POUPE DINHEIRO AGORA PARA QUE TENHA ALGUM MAIS TARDE.

CONSECUTIVAS: CONSEQÜÊNCIA.


TÃO...QUE, DE TAL MODO QUE.

A MESA ESTÁ TÃO BEM FEITA QUE NÃO BALANÇA.


PROPORCIONAIS: PROPORCIONALIDADE.


À PROPORÇÃO QUE, NA MEDIDA EM QUE.

O PALESTRANTE SE IMFLAMAVA NA MEDIDA EM QUE IA FALANDO.

TEMPORAIS: NOÇÃO DE TEMPO.


QUANDO, ENQUANTO, LOGO QUE, DEPOIS QUE.

QUANDO VOLTAR DE VIAGEM, IREI VÊ-LA.

Acesse esse conteúdo no blog: www.aulasdaminhavida.blogspot.com

Eclesiastes 1:13

E apliquei o meu coração a esquadrinhar, e a informar-me com sabedoria de tudo quanto sucede debaixo do céu; esta enfadonha ocupação deu Deus aos filhos dos homens, para nela os exercitar.